Quando eu era criança…

“Quando eu era criança,
Subia nos vales dourados da vida
Olhava para o céu
E sabia
Que algo maior me dizia:
Não se apresse…
Há um mundo todo para ser percorrido
Neste mundo há dois planos
Num deles você irá apenas sentir
O amor que emana da sua essência
E nele você irá aprender
Que cada segundo não foi desperdício.”

A.P.M.

Publicado em Quando eu era criança... | Deixe um comentário

Dia Mundial da Poesia

 

 

 

 

 

 

 

 

Em reconhecimento ao papel da poesia nas artes e na cultura ao longo da história da humanidade, no ano de 1999, o dia 21 de março foi instituído como o Dia Mundial da Poesia pela XXX Conferência Geral da UNESCO, tendo como objetivo promover a leitura e a escrita, assim como a sua publicação e ensino. Desde então, em diferentes partes do Mundo, os espaços culturais têm realizado suas programações para celebrar o Dia, memorar os antigos poetas e, também, apresentar novos escritores.

*Foto tirada em loja de artesanato na Baixa do Porto; homenagem ao poeta Fernando Pessoa

Publicado em Dia Mundial da Poesia | 2 Comentários

Solitude

Eram 6 horas da manhã de uma segunda-feira de calor
Você cansou de escutar
Todos estão querendo ir contra você
Mas sua conta já foi paga
Disse que não queria mais voltar
Cantou até que a letra lhe avisasse que não prestava para aquilo

Tudo começou como uma tormenta…
E você não soube por que passou
Um dia seguiu o que queria
Não pegou em nada, e partiu
Nada mais interessava
O refrão logo dizia:
“Há uma casa no alto da montanha
Onde mora Solitude…
Há sempre um esconderijo
Pode ser por quem se ama
Pode ser por você mesmo…”

Correu até a esquina para ter uma boa vista do cenário
Respirou por liberdade
Não quis saber do ônibus que saía
Apenas acenou dizendo adeus e boa sorte

Você pode estar feliz consigo mesmo
Não é fácil estar seguro
As desculpas vão surgir
Um dia vai haver um vendaval enxovalhando o seu caminho
Se não fosse isso, tudo seria perfeição

Poderia dar meia volta, e ficar na mesma;
Agora faça tudo certo
Como um bom trote de uma manada enlouquecida

Seu pai trabalhou durante toda a vida
Sua mãe é boa pessoa
Seus olhos brilham quando falam de você
Ela quer te ver
E disse que é hora de voltar
Seus irmãos tão te esperando
Querem todos te abraçar.

A.P.M.

Publicado em Solitude | 2 Comentários

Fernão Capelo Gaivota

 

 

“Você tem de treinar até ver a verdadeira gaivota, o que há de bom em cada uma delas, e ajudá-las a ver isso nelas próprias. Para mim, o amor é isso.”

(Richard Bach In Fernão Capelo Gaivota)

Publicado em Fernão Capelo Gaivota | 2 Comentários

Manhã de Poesia

Nessa manhã anunciada
Ao som de pássaros cantores
É tempo de recomeçar.
O orvalho dissipa-se
No verde úmido, cheio de cheiro
No aconchego da paisagem
Harmoniosa em cantos líricos
Desejosos de paz e vida
Até o sol se pôr…
E iniciar um novo dia.

Aline Pauli Mallmann

Publicado em Manhã de Poesia | 2 Comentários

Mário Quintana

Seiscentos e sessenta e seis

A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são 6 horas: há tempo…
Quando se vê, já é 6ªfeira…
Quando se vê, passaram 60 anos…
Agora, é tarde demais para ser reprovado…
E se me dessem – um dia – uma outra oportunidade,  eu nem olhava o relógio.
Seguia sempre, sempre em frente…
E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.

Publicado em Mário Quintana | Deixe um comentário

Travessia e Liberdade

Vou voar por este mundo
Deixar pra trás rios cheios de pressa
Atravessarei portais do tempo
E cairei como uma pluma
Sem me preocupar
Com reflexo de mim mesma
Nem que seja em água qualquer.

Aline Pauli Mallmann

Publicado em Travessia e Liberdade | 2 Comentários